Encceja para pessoas privadas de liberdade: como ocorrerá em 2018?

Você sabia que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou a realização do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Encceja Nacional PPL) 2018. Isso mesmo, há provas do Encceja para pessoas privadas de liberdade.

Vale salientar que as inscrições para essa modalidade da avaliação ocorreu entre os dias 16 e 27 do mês de julho. No entanto, as provas não serão aplicadas no dia 5 de agosto, juntamente com os outros estudantes de todo o Brasil. As provas especificas para quem está detido e não teve a chance de finalizar os estudos na faixa etária adequada serão prestadas entre os dias 18 e 19 de setembro.

De acordo com informações do Ministério da Educação (MEC), as unidades prisionais que vão realizar essa avaliação no território nacional precisam ser recomendadas nos órgãos administração prisional e socioeducativa do país e firmar Termo de Adesão com o Inep entre 9 e 20 de julho de 2018.

Isso porque cada unidade terá de contar com um profissional pedagógico para assumir o desafio que, além de receber as inscrições dos interessados, também terá a missão de conferir os resultados e emendar os diplomas dos participantes tanto no nível fundamental quanto no nível médio.

Como participar do Encceja para pessoas privadas de liberdade?

É importante frisar que para prestar o Encceja para pessoas privadas de liberdade é preciso cumprir alguns parâmetros, como acontece com os demais candidatos. Por exemplo, o candidato precisa ter 15 anos de idade para tentar a certificação no ensino fundamental e ter 18 anos para pleitear o diploma do ensino médio.

Aprovação no Encceja para pessoas privadas de liberdade

Encceja para pessoas privadas de liberdade

Além disso, o candidato terá de atingir um determinado número de acertos nas quatro provas objetivas moldadas por nível de ensino e também na redação que será proposta. Sendo assim, cada prova objetiva conta com 30 questões de múltipla escolha.

Ensino fundamental

Quem vai participar do Encceja para pessoas privadas de liberdade no nível fundamental será analisado nos seguintes temas de conhecimento: Ciências Naturais; História e Geografia; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação e Matemática.

Ensino médio

Já para os candidatos ao Encceja no nível médio, a avaliação vai medir a sua competência relacionada aos temas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação; Matemática e suas Tecnologias.

Aprovação no Encceja para pessoas privadas de liberdade

De acordo com o Ministério da Educação, o ideal é que o candidato obtenha uma pontuação acima de 5 na redação e também acertar 100 pontos em cada matérias. Isso significa dar conta de fazer 10 pontos nas 30 questões relacionadas de cada matéria.

Aprovação no Encceja para pessoas privadas de liberdade

Aprovação no Encceja para pessoas privadas de liberdade

Desta forma, o candidato tende a se aproximar consideravelmente do seu diploma, sendo que essas estatísticas servem para os dois níveis de avaliação: ensino médio e ensino fundamental. Em caso de dúvida, acesse a página oficial.

Add Comment